terça-feira, 29 de março de 2011

O TODO



Nós e o caminho, as pernas e a distância, os passos e a caminhada. Em cada metro um aumento do nada, do insignificante, do que parecia importante. O todo que se estende cada vez maior à frente, o horizonte que se entrelaça com o olhar. Cada vez menos importante é chegar, cada vez mais depressa se está, cada vez mais depressa somos parte desse universo que sempre foi nosso. Nós, o Ser eterno, a Liberdade permanente, o Amor, a Criação… A parte do Todo…

Artur

(Mais duas fotos fantásticas da Sofia P. Coelho – Nova Zelândia)

3 comentários:

elbett disse...

Ás vezes parece que é já ali... e depois da curva, vemos que não...parece impossivel...!
Mas, vamos andando!

André disse...

Sem apartes, gosto mesmo deste todo. Palavras e luz exposta na imagem. Faço escala por aqui.

Sofia P. Coelho disse...

GRANDE ANDRÉ :)
GOSTEI DE TE CONHECER!